“Escola Sem Partido”. Por Marcelo da Silva

Marcelo da Silva

A proposta da Escola Sem Partido contraria o princípio constitucional do pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas, compromete mais ainda sobre a liberdade de aprender e ensinar. Este projeto pode acabar com a visão crítica das ciências humanas. Podemos nos questionar, será que realmente existe alguma doutrinação socialista, ou dita por alguns, comunista em nossas escolas? Será que os professores quando ministrarem suas aulas de história, geografia, sociologia ou filosofia conseguiram tirar a visão crítica do processo de ensino-aprendizagem? Devemos lembrar, que a história é contada geralmente pela visão da classe dominante, quem detém o poder, que domina os meios de produção e comunicação. Se existe algum exagero por parte de alguns professores em suas aulas, não se pode afirmar nem muito menos negar. O exagero existe em ambos os lados, esquerda e direita.

Deve-se procurar incentivar a juventude a desenvolver seu lado crítico, não apenas apontando defeitos, mas sim, estimulando-os a questionar as ações e seus reflexos na sociedade. O aluno com seus valores desenvolvidos em sua criação familiar, deve refletir sobre os conteúdos debatidos em sala, cabendo aos pais orientar seus filhos, conversando sobre política, ética, moral e principalmente de bons costumes.

Muitos professores e pais acreditam que isso jamais irá acontecer. Existem alguns projetos tramitando na Câmara, a espera de sua votação. A título exemplo, o projeto do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) que pretende alterar o Código Penal, para inclusão de detenção de três meses a um ano para professor, coordenador, educador, orientador educacional ou psicólogo escolar que praticar o dito “assédio ideológico”. É, tem algo errado que não está certo!

______

Sobre o autor: Marcelo da Silva é pedagogo, palestrante e professor de Geografia do Instituto Federal Catarinense – IFC de Fraiburgo; escreve às quintas-feiras no Jornal Caboclo.

P. S. : Os conceitos emitidos por artigos ou por textos assinados e publicados neste jornal são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

_____

Mensagem do editor:

Textos e imagens de propriedade do Jornal Caboclo podem ser reproduzidos de modo parcial, desde que os créditos autorais sejam devidamente citados.

Comuniquem -nos  de possíveis correções.

Publicidade / Apoie o Jornalismo Comunitário em Fraiburgo e região.
Publicidade / O Jornal Caboclo apoia esta ação.
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial