Jornal Caboclo pede direito de resposta à rádio, após reprodução de fala dita ofensiva

O Jornal Caboclo realizou na tarde de quarta-feira (5 de julho), na figura de seu editor, um pedido formal de direito de resposta à direção da Rádio Fraiburgo, após a emissora reproduzir uma fala considerada ofensiva, de que o Jornal Caboclo teria expressado “inverdades” em uma publicação de sua página eletrônica.

Conforme destaca abertura de ofício:

“A Rádio Fraiburgo

NESTA

Senhores;

Cumprimentando-os cordialmente, e parabenizando pela audiência e cobertura deste veículo de comunicação, servimo-nos da presente para requerer direito de resposta, face a veiculação por este meio, da fala do Vereador Sargento Altamir, do dia 03 de julho de 2017, durante a sessão da Câmara de Vereadores de Fraiburgo, sessão reproduzida pela Rádio Fraiburgo no dia 04 de julho de 2017.”

Após fazer referência ao Artigo 2º e Inciso 1º da Lei 13.188 de 11 de novembro de 2015 (clique aqui para ler), o ofício entregue à Rádio Fraiburgo cita em documento a razão pela qual o editor do Jornal Caboclo pede à Rádio Fraiburgo, um direito de resposta.

“O Vereador ‘Sargento Altamir’ atribui ao requerente publicação, em seu site, de ‘inverdades’. As ‘inverdades’ mencionadas pelo Vereador é uma forma branda e subreptícia de atribuir a autoria de mentiras”, destaca trecho de ofício.

O ofício foi recebido em mãos pela representante da Rádio Fraiburgo que, depois de “dar um recebido” em uma cópia do documento, adiantou ao editor do Jornal Caboclo, na presença de testemunhas, que deve conceder o direito de resposta pedido. Na ocasião, a representante da Rádio Fraiburgo pediu apenas um tempo para fazer consulta ao advogado da empresa e disse que depois retornaria.

O Editor do Jornal Caboclo entende que a citação da expressão “inverdades”, dirigida ao Jornal ou à pessoa representante do diário digital, não se adequa à realidade e é ofensiva.

Como os munícipes de Fraiburgo sabem, as sessões legislativas da cidade são comumente realizadas às segundas-feiras, quando são gravadas, sendo o áudio delas reproduzidos, na íntegra, às terças-feiras na grade da emissora de rádio – para efeito de cumprimento de contrato comercial entre Câmara de Vereadores de Fraiburgo e Rádio Fraiburgo.

Junto com um ofício de pedido de resposta à Rádio Fraiburgo, o editor do Jornal Caboclo realizou ainda, via requerimento, a que todo cidadão ou pessoa tem o direito de fazer, um pedido de uma cópia da íntegra do áudio das sessões ordinárias da Câmara Municipal de Fraiburgo reproduzidas pela emissora nos dias 27 de junho de 2017 e 4 de julho de 2017.

Com o gesto, o Editor do Jornal Caboclo quer apenas assegurar o seu livre exercício da profissão, que vem sendo exercida sem qualquer ofensa ou desrespeito a figuras públicas ou à população do município de um modo geral. Aliás, O Jornal Caboclo preza pelo respeito e atenção, o que de alguma maneira o veículo aqui exige, mesmo não sendo um grande conglomerado de comunicação.

De um caso à uma série

Para um melhor entendimento do caso, o editor sugere a leitura ou a releitura cronológica das seguintes postagens:

Reprodução de Página 1 de Ofício entregue à Rádio Fraiburgo
Reprodução de Página 2 de Ofício entregue à Rádio Fraiburgo

_____

Mensagem do editor:

Textos e imagens de propriedade do Jornal Caboclo podem ser reproduzidos de modo parcial, desde que os créditos autorais sejam devidamente citados.

Comuniquem-nos de possíveis correções.

Publicidade / Jornal Caboclo
Publicidade / Jornal Caboclo
Publicidade / Jornal Caboclo
Publicidade / Jornal Caboclo
Publicidade / Jornal Caboclo
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial